6 de maio de 2008

paimio chair

.

Alvar Aalto, claro. Em 1930, mais coisa menos coisa, esse senhor criou esta cadeira. Criou também a forma desta ser feita, a dobragem da madeira. Fundou, com a sua mulher, a Artek, empresa que ainda hoje as produz (será?).

PS. O AA, depois da abelha maia, é também um dos meus heróis.

PS1. Claro que me referia aos alcoólicos anónimos.

9 comentários:

Chris disse...

uai sô...ainda n entendi q q eh abelha maia kkkkkkk, eu gosto dessa caderex bubex!

bruno e.a. disse...

fulano de tal é o meu herói, depois da abelha maia.

Isso é uma expressão usada no português luso. Quando, em brincadeira, nos referimos a alguém como sendo nosso herói.
Eu peguei nessa expressão e usei, aqui, para me referir aos que, de alguma forma, me surpreendem ou surpreenderam de forma destacada, neste ou naquele campo do saber ou da criação ou, ou...
Ou seja, onde exista uma tag com - depois da abelha maia, eu estou a referir-me a algum indivíduo digno de destaque.
No caso no texto anterior, eu criei uma outra categoria, que é - antes da abelha maia.
Logicamente, os super heróis.

Chris disse...

bubeeeees, então eu sou uma abelha maia sua kkkkk

Gracyelly disse...

Será q um dia eu serei a abelha maia de alguém???
Linda essa cadeira!!!!!!!!

Nuno Castelo-Branco disse...

A cadeira é linda e melhor ficava num ambiente não tão gelado e indiferente como o do design nórdico. Ao lado de uns cadeirões Luís XV forrados com cores vivas e cercado de um certo bricabraque, ok. Tudo Aalto, não, obrigado. Muito impessoal, não tem charme, nem história.

Chris disse...

itializi ligui issi bliguiiiiiiii!!! kikikiki

Pablo Alcântara disse...

Essa cadeira é boa pra sentar esborrachado, espalhadão, do jeito que eu gosto. Mas deve doer o cóccix ou mucumbu, ou osso-do-pai-joao, ou bico de papagaio.

Zaka disse...

Também me gusta mucho o AA

;)

Beijocas

MONALISA disse...

Sim, a Artek ainda produz a Paimio, assim como outras peças de Alvar Aalto.