11 de fevereiro de 2008

amuse me - 2 em 1

..
1. o livro
.

1 Um dia, Jean-Paul Sartre resfriou-se. Foi talvez um golpe de ar que o apanhou à traição. Daí para a coriza foi um passo (isso conteceu há muito tempo e quando ainda eram possíveis os golpes de ar). Sartre puxa o lenço e toma um susto: - em vez do lenço veio uma lagosta. * Furioso, atira fora a lagosta e mete a mão no bolso. E saltou outra lagosta.

2 Lagosta ou lenço, precisava assoar-se. Não teve mais dúvida:- quem não tem cão, caça com gato. E Jean-Paul Sartre assou-se com a lagosta. A coriza continuou, inestancável. E o filósofo passou o dia, a noite, a madrugada,
enxugando o nariz com lagostas e jamais com o lenço.

3 Outro qualquer, mais sugestionável, se teria enfiado no primeiro hospício. Mas o gênio se salva pelo humor. E ele, alegre, achava graça ao ver que começava, na sua vida, o "ciclo das lagostas". Um dia, pôs na panela uma das lagostas alucinatórias. E, quando a bicha ficou pronta, Sartre a devorou com maionee. Fez a descoberta: - as lagostas imaginárias são mais gostosas"
...
_________________________

* Durante um curto periodo na década de 1930, Sartre fez uso de mescalina, sob controle médico, para avaliar os efeitos de substâncias alucinógenas na formação de imagens em um indivíduo. Poucos dias depois o filósofo passou a ser atormentado pela impressão de que estava sendo perseguido por lagostas.

_________________________

Rodrigues, Nelson, O OBVIO ULULANTE - as primeiras confissões / de Nelson Rodrigues, Rio de Janeiro: Agir, 2007


2. a lagosta

Lobster é o nome desta iguaria, lagosta, em português, para quem não ispika ingris.
design do atelier
Lund & Paarmann e podem ver + imagens aqui

PS.Espero que não sejam alérgicos a marisco, que não experimentem assoar-se à cadeira e, principalmente, que não a ponham na panela.

13 comentários:

Leila* disse...

Bemmm é incrivel como ligas Sartre a uma peça de design fantástica =) E tudo por uma lagosta!!!

Gostei!

beijinhos**

poca disse...

bem... eu cá gosto de lagosta.. e da cadeira também ;P

Suave Toque disse...

Olá, vim retribuir a visita apesar de não ter compreendido muito bem o que lá desejou deixar é muito bem vindo.
Da lgosta não gosto muito, porem da cadeira gostei.
Beijossssss

LuzdeLua disse...

O gênio se salva... Isso foi ótimo.
Passando para te deixar um beijo com carinho amigo.
Bjs

Kikas disse...

Eh lá, que lagosta brutal! Ultra-fashion!

Já tinha dito que era uma adoradora de lagostas, já, já já???
Não?
Ops!

Quero!

LOL

Suave Toque disse...

Oi, e olha que esse alguem para tatuar chegou...pena que de tão longe.
Beijos.

Chris disse...

gostei da cadeira , bung, mas gostei mais do textim do nelson kkk :)

Zaka disse...

Tá muito porreira a cadeira e a associação ao marisco até me desperta água na boca! :D

Maria Manuela (M&M) disse...

Bruno,
Onde compro uma lagosta destas ???

bjo

Patrícia disse...

Desconhecia isso da persegui�o das lagostas... correndo o risco de ser maltratada em pra�a p�blica, confesso que as cadeiras n�o s�o aquilo que mais gosto.

Sofia disse...

Ficava mesmo bem na minha sala! É linda!

senhorita rosa disse...

Eu quero comer lagosta sentadinha na lobster. :*)
Bezzos,

maria antunes disse...

Não gosto de amrisco, mas essa lagostinha até já ia para a minha sala. :D