25 de outubro de 2007

Cheiro do Ralo

Do Heitor Dhalia, até então, um realizador que desconhecia, e de resto me surpreendeu com o resultado que nos mostra, o filme é uma caixinha de pandora que se abre e acaba por trazer à superfície muita da merda que teimamos em guardar. Mostra aquele indivíduo que nos corrói a humildade, que nos escraviza a alma, sempre em busca de algo, de uma coisa mais para a colecção.
Atentem bem aos cenários, ao argumento do Lourenço Mutarelli, aos actores, às caricaturas. Reconheçam aquele tipo bem peculiar que muitas vezes se sujeita ao ridículo em busca sabe-se lá de quê! Aquele sujeito que cheira mal, muito mal, mas acha que é o cheiro do ralo!

2 comentários:

Anónimo disse...

HEI BRUNO, DEI UMA OLHADA NO SEU BLOG E ADOREI, VOU VOLTAR PRA LER COM MAIS CALMA...BEIJOSSSS

THENIGHTSDOMME

cris disse...

atuoaaar, cê é gaúcho?